Perguntas frequentes
Conforto

Conforto

Como devo escolher o sistema de aquecimento central mais indicado às minhas necessidades?

Um sistema de aquecimento central para ser eficaz deverá ser corretamente dimensionado por um profissional credenciado.

Há vários factores que influenciam a escolha de um sistema de aquecimento central.: por exemplo, para o aquecimento de espaços, como salas ou quartos, o número de elementos e a dimensão dos radiadores são ditados pelo volume a aquecer e a temperatura pretendida. Outros factores a ter em conta no dimensionamento da habitação são: o tipo de isolamento da casa, a temperatura média e o número médio de dias por ano nos quais é necessário aquecimento.

A seleção de um sistema de aquecimento central deverá começar pela realização de um projeto de dimensionamento, no sentido de apurar as necessidads energéticas da habitação.

 

Como posso evitar as variações de temperatura do duche, quando alguém abre uma segunda torneira?

A quantidade de água quente de que dispomos em cada minuto varia de acordo com a pressão de água na rede de abastecimento e a capacidade de produção de água quente do aparelho instalado ( esquentador, caldeira, termacumulador, etc).

Independentemente destes 2 factores, é possível dispor de água quente em vários pontos de consumo em simultâneo quando utilizamos energia previamente acumulada. A água quente está armazenada num depósito acumulador, ou dispomos de uma caldeira de microacumulação.

 

O que significa um aparelho ter três estrelas de conforto de água sanitária?

A Norma Europeia 13.203, estabelece um sistema de estrelas, por forma a orientar o consumidor sobre a qualidade do serviço de águas sanitárias. Entende-se por qualidade a rapidez e estabilidade na produção de águas quentes santárias. Ao maior grau de conforto são atribuídas três estrelas.

 

Quais as vantagens em utilizar um programador da marca Junkers ?

Um relógio programador Junkers é compatível com a eletrónica das caldeiras Junkers.

A utilização numa instalação de aquecimento central de programadores, permite programar o horário de funcionamento do sistema, detetar a temperatura ambiente do local onde estão instalados, enviar estas informações das condições externas, à caldeira, que irá permitir otimizar o funcionamento da mesma e reduzir os custos energéticos de operacionalidade.

 

Quais os dispositivos de segurança existentes num esquentador?

  • Porque a segurança é uma das nossas prioridades, os aparelhos Junkers estão equipados com um triplo sistema de segurança: Sonda de ionização no queimador, Sonda de controlo dos gases queimados e Limitador de temperatura.
  • O Sistema de segurança contra a extinção acidental da chama, bloqueia o automático de gás sempre que ocorre extinção acidental da chama. Deste modo garante-se que não há derrames acidentais de gás cuja acumulação possa criar condições propícias à ocorrência de explosão.
  • A função do dispositivo de deteção de retorno de gases queimados é bloquear o funcionamento do esquentador, sempre que são detetadas deficiências na exaustão dos gases queimados para o exterior da habitação. Deste modo, garante-se a segurança do utilizador relativamente à possibilidade de ocorrerem intoxicações.
 

Quais os esquentadores Junkers que dispõem de Comando à distância, e como funciona?

A Junkers dispõem de 3 gamas de esquentadores que permitem selecionar a temperatura da água, no esquentador ou através de um comando à distância: Gamas CelsiusNext e CelsiusPur.


Cada esquentador admite ter até 6 comandos. Quando definimos a temperatura da água quente com um determinado comando, este tem prioridade sobre os outros durante 5 minutos, bloqueando o controlo dos restantes comandos.

 

O que é o sistema anti-gelo colocado nas caldeiras?

Este sistema tem por objetivo evitar o congelamento do circuito quando são detetadas temperaturas abaixo de zero graus. A deteção da temperatura é feita através de um sensor situado no interior do aparelho. Quando são detetadas temperaturas abaixo dos zero graus, a caldeira liga automaticamente para evitar o congelamento do circuito.