Diretivas de Ecodesign (ErP) e Ecolabelling (ELD)

 

Informação geral das diretivas sobre produtos e instalações térmicas

Desde o passado dia 26 de setembro de 2015, as diretivas Ecodesign (ErP) e Ecolabelling (ELP) entraram em vigor, mudando a legislação do mercado de equipamentos produtores de calor, caldeiras e depósitos de água quente sanitária.

Em fases distintas garantimos o cumprimento dos requisitos exigidos e agora, em setembro de 2018, vai aplicar-se o terceiro escalão de eficiência dentro da Diretiva de Ecodesign (ErP).

A Junkers dá-lhe uma visão geral da aplicação das diretivas.

 

Etiquetas de Eficiência Energética de Produtos

Para uma pesquisa mais fácil, encontra as Etiquetas de Eficiência Energética e Fichas de Dados de Produtos Junkers em diversos menus:

Menu Produtos, em cada página de produto no separador Dados Técnicos.

Menu Documentação/Pesquisa Rápida Documentação

Pesquisa Rápida Documentação, além de outros documentos, encontra aqui também as Etiquetas de Eficiência Energética de Produtos.

 

ErP Pro Tool Junkers

Para criar as suas etiquetas de sistemas, a Junkers disponibiliza-lhe uma ferramenta simples e rápida: ErP Pro Tool Junkers

Basta selecionar os equipamentos que compõem o sistema, através das Categorias de produtos, ou na Pesquisa, através do código ou nome dos produtos, e obterá a respetiva etiqueta de sistema que poderá guardar e/ou imprimir.

 

ELD Diretiva do Ecolabelling

Diretiva em vigor desde 26 de setembro de 2015 em todos os países da União Europeia.

Consulte o link ao lado e saiba mais sobre as regras de colocação de Etiquetas de Eficiência Energética nos produtos em exposição e em qualquer meio de divulgação dos produtos.

 

Regras Ecolabelling

Download (PDF 1,21 MB)

 

Abaixo encontra a resposta a diversas questões sobre este tema

Estão sempre a sair novas normas relacionadas com a energia. Porquê?

Atualmente, 50% da energia consumida na Europa é importada e as previsões apontam para que, em 2030, essa dependência seja de 70%.

Existe um forte motivo ambiental na busca pela eficiência energética, para não esgotar os nossos recursos energéticos e não continuar a poluir, mas também devido à dependência energética de terceiros.

 

E como é que se vai conseguir isto?

A União Europeia tem vindo a criar legislação nesse sentido. A normativa ErP-EuP, que é a base de todos os regulamentos posteriores, agrupou os produtos que usam energia em categorias (LOT), e para cada uma dessas categorias tem vindo a criar regulamentos independentes.

 

O que se pretende com o objetivo 20:20:20?

  • 20% de redução das emissões de dióxido de carbono (relativamente a 1990).
  • 20% de aumento da percentagem de utilização de energias renováveis sobre o consumo total de energia.

  • 20% de aumento na eficiência energética.

A maior parte das normas que dizem respeito ao mercado de A.Q.S. e aquecimento estão relacionadas com a eficiência energética.

 

E quais são as categorias que nos dizem respeito?

LOT 1: Caldeiras e sistemas de aquecimento (gás, gasóleo, elétricos).

LOT 2: Esquentadores, Depósitos (gás, gasóleo, elétricos).

LOT 10: Ar Condicionado.

LOT 11: Bombas de recirculação, motores elétricos.

LOT 15: Estufas e caldeiras de combustíveis sólidos.

LOT 20: Aquecedores individuais.

 

Mas, afinal, o que é isso de ErP e EuP?

ErP é a sigla de Energy related Products (produtos relacionados com a energia) e EuP é a sigla de Energy using Products (produtos que usam energia).

A Diretiva 2005/32/CE "EuP" tem como objetivo assegurar que os produtos que consomem energia são produzidos de acordo com critérios de eficiência energética que não afetem negativamente o seu rendimento, nem provoquem impactos ambientais.

A Diretiva 2009/125/CE "ErP" é uma reformulação da "EuP" com o objetivo de alargar o seu alcance incluindo todos os produtos relacionados com energia.

 

Porque se fala tanto disso agora?

A regulamentação ErP e EuP exige melhoras na eficiência, redução de emissões de NOx e de ruído até ao ano de 2019.

A Diretiva de Ecodesign (ErP) e a Diretiva de Ecolabelling (ELD).

O seguinte cronograma reflete o calendário de implementação e os principais impactos a longo prazo.

 

O que é a Diretiva de Ecodesign (ErP)?

A Diretiva de Ecodesign (ErP) é uma normativa europeia obrigatória nos 30 estados membros da Área de Influência Económica da União Europeia, que define:

Os níveis mínimos de eficiência.

As emissões máximas de NOx.

O nível de ruído para bombas de calor de climatização, bombas de calor de a.q.s. termoacumuladores elétricos, caldeiras elétricas e cogeração.

O nível máximo de perda térmica nos depósitos de a.q.s..

 

E a Diretiva do Ecolabelling (ELD) diz respeito a quê?

A Diretiva do Ecolabelling introduz a obrigatoriedade da existência de uma etiqueta de eficiência energética em todos os produtos com potência até 70 kW e depósitos até 500 litros.

Trata-se, no fundo, de uma etiqueta idêntica às já utilizadas em grande parte dos eletrodomésticos atualmente à venda.

Esta Diretiva entra em vigor a 26 de setembro de 2015 em todos os países da União Europeia.

 

E há mudanças para já?

Embora a publicação oficial das Diretivas ErP e ELD tenha sido feita em Setembro de 2013, foi considerado um período transitório de adaptação e a entrada em vigor, de forma faseada de acordo com os requisitos e com as categorias de produtos.

Para tentar simplificar, criámos um calendário de implementação para cada uma das categorias de produtos que nos dizem diretamente respeito: LOT 1 (caldeiras e sistemas de aquecimento) e LOT 2 (A.Q.S. e depósitos de acumulação).

 

Quais as datas chave para a categoria LOT 1?

09/2013

ErP: Publicação e entrada em vigor

ELD: Publicação e entrada em vigor.

09/2014

ErP: Período transitório.

ELD: Período transitório.

26/09/2015

ErP: Obrigação do 1º escalão dos requisitos de eficiência e nível sonoro (apenas para as bombas de calor).

ELD: Uso obrigatório da etiquetagem energética até A++ e obrigação de comunicação.

26/09/2017

ErP: Obrigação do 2º escalão dos requisitos de eficiência e nível sonoro (apenas para as bombas de calor, E-Boiler e micro cogeração).

26/09/2018

ErP: Introdução do requisito de NOx de 56 mg/k/kWh para caldeiras a gás (só aquecimento ou mistas).

26/09/2019

ELD: Uso obrigatório da etiquetagem energética até A+++.

 

Quais as datas chave para a categoria LOT 2?

9/2013

ErP: Publicação e entrada em vigor.

ELD: Publicação e entrada em vigor.

9/2014

ErP: Período transitório.

ELD: Período transitório.

26/09/2015

ErP: Obrigação do 1º escalão dos requisitos de eficiência e nível sonoro (apenas para as bombas de calor).

ELD: Uso obrigatório da etiquetagem energética A e obrigação de comunicação.

26/09/2017

ErP: Obrigação do 2º escalão dos requisitos de eficiência.

ELD: Uso obrigatório da etiquetagem energética A+ e etiquetagem de sistemas A+++.

26/09/2018

ErP: Obrigação do 3º escalão de mínima eficiência (apenas para XXL-4XL) e requisitos de eficiência de NOx de 56 mg/kWh para esquentadores.

 

Que produtos estão incluídos no LOT1?

No LOT 1 dos produtos afetados pela Diretiva, estão incluídas as caldeiras e os sistemas de aquecimento. Para ter a classificação CE, os novos produtos comercializados, deverão cumprir os requisitos mínimos de eficiência energética, da emissão de NOx e dos níveis de ruído.

Podutos
Eficiência
NOx
Nível Sonoro (dB(A))
Caldeiras a gás ou gasóleo  
Cogeração a gás ou gasóleo  
Bombas de calor elétricas
Bombas de calor a gás e gasóleo
Caldeiras elétricas    

 

Que produtos estão incluídos no LOT2?

No LOT 2 estão incluídos os aparelhos de A.Q.S. e os depósitos de acumulação. Tal como com os produtos do LOT 1, para ter a classificação CE, os novos produtos comercializados, deverão cumprir os requisitos mínimos de eficiência energética, da emissão de NOx e dos níveis de ruído.

Produtos
Eficiência
NOx
Nível Sonoro (dB(A))
Esquentadores a gás e gasóleo  
Acumuladores de água a gás  
Esquentadores elétricos e termoelétricos    
Bombas de calor A.Q.S. elétricas  
Bombas de calor A.Q.S. a gás e gasóleo
Depósitos    
As emissões máximas de NOx permitidas a partir de 26 de setembro de 2018 dos produtos de aquecimento passam a ser:

Produtos afetados NOx en mg/kWh
Esquentadores a gás, caldeiras e acumuladores a gás 56
Bombas de calor a gás 70
Combustível líquido (caldeira) 70
Caldeiras e bombas de calor a gasóleo 120

 

Todos os produtos atualmente à venda estão de acordo com a Diretiva ErP?

Não! Os aparelhos que não estejam de acordo com a Diretiva ErP passam a ter a sua comercialização proíbida.

 

Que produtos passam a ser proibidos?

A partir de 26 de setembro de 2015 passa a ser proibida a venda de:

Caldeiras (LOT1)

• Caldeiras convencionais que não sejam de condensação (Rendimento sazonal < 86%)

• Caldeiras atmosféricas exceto as que tenham:

Rendimento Sazonal ≥75%,

Até 30 kW (águas instantâneas),

Até 10 kW (só aquecimento),

Consideradas do tipo B1.

A.Q.S. Água quente sanitaria (LOT2)

• A eficiência em água quente será escalonada de acordo com o perfil, sendo a eficiência mais baixa de 22%

• Volume mínimo de mistura de água a 40ºC (nas Bombas de calor para AQS e termoelétricos)

• Nível sonoro nas bombas de calor para AQS está limitado de acordo a potência e o local da instalação.

• Em setembro 2017: a eficiência mínima <32/36/37% de acordo com o perfil de consumo S/M/L (Termoelétricos com classe de eficiência inferior a C).

• Em setembro 2018: os valores de emissão de NOx >56 mg/kWh e termoelétricos com mais de 300 l.

 

E em relação à ELD? Como é que vai funcionar?

A ELD entra em vigor a partir de 26 de setembro de 2015 e determina a obrigatoriedade de existência de uma etiqueta de eficiência energética em certos produtos.

 

Quais são os produtos afetados?

Produtos afetados
LOT
Efeito
Aquecedores, caldeiras mistas, sistemas LOT 1 Etiqueta energética (26/09/2015)
Classificação dos produtos
Esquentadores, sistemas, depósitos de acumulação LOT 2 Etiqueta energética (26/09/2015)
Classificação de produtos
Circuladores integrados em caldeiras e externos LOT 11 EEI 0,23 (norma de circuladores)
Índice de eficiência energética (01/08/2015)

 

Existe um único tipo de etiqueta?

Não!

No caso dos produtos existe a etiqueta de produto e a ficha de produto, ambas fornecidas pelo fabricante, com o produto. A etiqueta de produto deve ser reproduzida nas tabelas de preços e catálogos, enquanto que a ficha de produto deve ser impressa no Manual de Instalação ou no site do fabricante.

Para os sistemas, deve existir uma etiqueta do sistema e uma ficha do sistema. A etiqueta do sistema tem que ser criada a partir da eficiência de cada produto que compõe o sistema. A etiqueta de cada produto deve ser fornecida com o produto.

Veja os exemplos na imagem abaixo:

 

Quais são as responsabilidades do fabricante?

O fabricante é responsável por:

Fornecer as Etiquetas de Produto.

Incluir a Ficha de Produto no Manual de Instalação ou no site da marca.

Fornecer a Ficha e a Etiqueta do sistema.

Ter o cuidado de colocar sempre a Classe de Eficiência de cada produto nos catálogos, tabelas de preços, informações na internet, etc.

 

Os armazenistas e/ou instaladores têm de fazer o quê?

Garantir que todos os produtos em exposição têm as respetivas Etiquetas de Produto.

Ter a certeza que, no ato de venda e entrega do produto, este vai acompanhado pela Ficha do Produto.

Preencher a Ficha do Sistema sempre que tiver à venda um conjunto de componentes (por ex: caldeira, controlador, solar, depósito).

Incluir a Classe de Eficiência em todos os seus catálogos, tabelas de preços, informações na internet, etc.

 

As etiquetas de produto são iguais para todos os produtos?

Não. Há etiquetas diferentes conforme se trate de caldeiras só de aquecimento, caldeiras mistas, bombas de calor de aquecimento, esquentadores, termoelétricos e bombas de calor A.Q.S..

Também há etiquetas para sistemas com caldeira só de aquecimento e sistemas com caldeira mista.

 

Que informação entra em cada uma dessas etiquetas?

Etiquetas de produto

Etiqueta de produto
caldeira só aquecimento
Etiqueta de produto
bombas de calor aquecimento
Etiqueta de produto
esquentadores e bombas de calor AQS

Etiquetas de sistemas

Etiqueta de sistemas
caldeira só aquecimento
Etiqueta de sistemas
caldeira mural de águas instantâneas

 

Este tipo de classificação energética é para sempre?

Não.

A partir de 2019 terá lugar uma reclassificação da classe energética, por motivos fáceis de entender.

Com as alterações e medidas tomadas, a partir dessa data deixará de ser possível vender produtos com classificação energética de E-G. Esta classificação deixará, portanto, de existir.

Por outro lado, é expectável que as diversas medidas tomadas tenham como resultado produtos cada vez mais eficientes energeticamente, pelo que será introduzida a classificação A+++.

Tanto uma alteração como a outra serão aplicáveis na classificação energética de aparelhos de aquecimento, caldeiras, bombas de calor e cogeração.

 

Onde é que encontro informação técnica mais detalhada?

No pdf anexo tem informação técnica mais detalhada. Download pdf detalhes técnicos (PDF 2,31 MB)

 

Folhetos informação ErP

Folheto profissional

Folheto profissional